O VALOR

DA INICIATIVA

iniciativa.png

A Iniciativa Anfacer + Sustentável tem a missão de transformar o setor de revestimento cerâmico brasileiro. 

Isso se dará por meio da incorporação de critérios de desenvolvimento sustentável na estratégia de negócio das empresas.

Dessa maneira, ao agregarem valor ambiental e valor social ao negócio, ao mesmo tempo que geram resultados econômicos, as empresas brasileiras reforçam a sua liderança global e ganham um diferencial competitivo e criam valor compartilhado nos mercados nacional e internacional.

 

Verde e Circular

A Iniciativa Anfacer + Sustentável contribui para um mundo que se encontra em transição para:

Premissas

A adesão à Iniciativa demanda das empresas transparência na divulgação de informações sociais, ambientais e econômicas, bem como o engajamento das lideranças, o alinhamento a princípios de sustentabilidade e o atendimento de requisitos básicos de gestão e compliance

Etapas da iniciativa

A primeira fase de trabalho (2016-2018) compreendeu a execução de ações técnicas , como a realização de entrevistas, levantamento de dados e entendimento do panorama setorial versus a ISO, além do desenvolvimento das seguintes publicações:

> Mapeamento das Legislações Ambientais;

> Diagnóstico Setorial com base no Draft Final ISO 17889;

> Tabela Ambiental® Setorial;

> Análise de Ciclo de Vida Setorial (ACV);

> Guia de Sustentabilidade.

A segunda fase se iniciou em 2019 e, num primeiro momento, se concentra no engajamento das empresas do setor. A participação intensa dos fabricantes contribui para o posicionamento da cerâmica brasileira nos mercados nacional e internacional, além de melhorar a gestão e impulsionar a inovação.

principios-de-sustentabilidade.png

Princípios

de sustentabilidade

> Incentivar a Economia Verde e a Economia Circular;

> Implementar o Sistema de Gestão Ambiental (ISO 14001:2015);

> Implementar o Sistema de Gestão de Saúde e Segurança (OHSAS 18001);

> Implementar o Sistema de Gestão de Responsabilidade Social (ISO 26001);

> Implementar a gestão energética baseada na ISO 50001:2011;

> Fiscalizar e promover a equidade social;

> Respeitar as leis ambientais;

> Respeitar as leis trabalhistas e os direitos humanos;

> Combater a corrupção em todos os níveis;

> Estender os princípios de sustentabilidade em sua cadeia de fornecedores; 

> Apoiar a Agenda 2030 e os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS);

> Promover e engajar os colaboradores e a sociedade no apoio aos ODS.

requisitos-minimos.png

Requisitos mínimos

> Sistema de Gestão da Qualidade (ISO 9001:2015);

> Produto Certificado no Sistema de Avaliação de Conformidade Inmetro (ISO 13006 – NBR 13818);

> Coleções de porcelanato com adesão ao Selo de Qualidade para o Porcelanato Anfacer;

> Atendimento pleno às Legislações Ambientais vigentes;

> Unidade Fabril com: licença de operação, licença do corpo de bombeiros, outorga de poços (caso aplicável), gestão de resíduo (disposição com Cadre).

economia-circular-icon-8.png

Economia Circular

A Economia Circular propõe minimizar o desperdício e maximizar o aproveitamento de recursos. É uma abordagem regenerativa que contrasta com a economia linear tradicional, que tem um modelo de produção “pegar, fabricar, descartar”. A ideia é que produção e consumo trabalhem em um ciclo de recuperação e restauração de produtos, componentes e materiais por meio de estratégias como design de projeto, manutenção, reparo, reutilização, remanufatura, reforma, reciclagem e upcycling de longa duração, do mesmo modo como acontece nos ciclos biológicos.


O setor brasileiro de revestimento cerâmico tem realizado, nas últimas décadas, investimentos consistentes em busca de avanços tecnológicos para a redução de desperdícios, aproveitando seus resíduos e incorporando resíduos de terceiros. Há, contudo, muito a avançar. O setor de construção civil, no qual a indústria cerâmica está inserida, tem uma cadeia com alta geração de resíduos, oferecendo uma série de oportunidades para a aplicação dos conceitos de Economia Circular.

 

economia-verde.png

Economia Verde

A Economia Verde é uma economia que resulta em melhoria do bem-estar humano e equidade social, reduzindo significativamente os riscos ambientais e a escassez dos ecossistemas. Trata-se de alcançar uma economia resiliente que proporcione uma melhor qualidade de vida para todos dentro dos limites do planeta.